Filmes clássicos com cenas de poker

November 12, 2021emArtigos de Poker

POR EQUIPE POKERSTARS

Ao longo do tempo, filmes com o tema poker têm influenciado amplamente a imagem do jogo. Alguns dos melhores e mais populares exemplos contém cenas e até mesmo mãos de poker específicas que geraram discussões e debates entre os jogadores por décadas.

A seguir, confira cinco desses filmes clássicos de poker, todos contendo cenas e mãos memoráveis.

A mesa do diabo (1965)

Estreando alguns anos depois do bem-sucedido e aclamado filme de 1961 Desafio à Corrupção (The Hustler),estrelado por Paul Newman, A mesa do diabo (The Cincinnati Kid) usou um cenário semelhante para produzir o que muitos consideram um filme de poker clássico, que sempre aparece nas listas dos melhores de todos os tempos a apresentar o jogo.

Enquanto o personagem de Newman em Desafio à Corrupção jogava e apostava na sinuca, Eric “The Kid” Stoner (Steve McQueen) joga five-card stud em A mesa do diabo. A trama do filme leva Eric e outros personagens por uma série de jogos de poker em uma Nova Orleans da era da Grande Depressão.

Seguindo o estilo de um filme sobre esportes, o longa se desenrola até culminar em uma batalha no clímax: um heads-up entre “The Kid” e o “campeão” de poker Lancey “The Man” Howard (Edward G. Robinson), com os apelidos do personagem indicando de uma forma não tão sutil o tema de “coming of age” (isto é, uma história sobre amadurecimento, crescimento, despertar) do enredo.

E enquanto a sorte do jogo desempenha um papel significativo que afeta a maneira como as coisas acontecem, o filme também confirma a importância da habilidade e da estratégia de poker.

Golpe de Mestre (1973)

Golpe de Mestre (The Sting) é outro grande filme sobre o jogo ambientado na década de 1930, estrelado por Newman e Robert Redford como vigaristas construindo um elaborado esquema para se vingar de um chefe do crime interpretado por Robert Shaw.

No meio do filme se encontra uma cena de poker brilhante que mostra um embate de mentes entre os personagens de Newman e Shaw ao se enfrentarem em uma mão na qual cada jogador tenta derrotar o outro.

É uma cena inesquecível com um desfecho fantástico, um dos vários momentos agradáveis ​​em um filme extremamente divertido.

Jogando com a sorte (1974)

Outro filme dos anos 70 que alcançou (e até chegou a encabeçar) as listas dos melhores filmes de jogos de apostas já feitos, segundo a crítica, é Jogando com a sorte (California Split).

Dirigido por Robert Altman e escrito por Joseph Walsh, o filme apresenta uma espécie de “estranho casal” de parceiros de jogo, Bill (George Segal) e Charlie (Elliott Gould), passando por uma variedade de episódios que incluem várias cenas de poker.

Essas cenas de poker têm sido elogiadas por muitos como sendo as mais realistas já vistas no cinema. A sequência de abertura no California Club é tão convincente que alguns veteranos dos clubes de Gardena, nos quais ele foi baseado, afirmaram já haver jogado lá, embora o clube do longa seja completamente fictício!

Os protagonistas jogam lowball (ou razz) no California Club, variando dos típicos jogos five-card draw ou five-card stud que geralmente são mostrados nos filmes. Jogando com a sorte também apresenta um cenário de poker memorável ambientado em Reno, no qual “Amarillo Slim” Preston aparece como um participante de um jogo Stud.

Cartas na mesa (1998)

Qualquer um que começou a jogar poker durante os anos de “boom”, do início a meados dos anos 2000, certamente assistiu ao filme de 1998 sobre poker Cartas na mesa (Rounders) em looping.

A história do jovem aspirante a jogador Mike McDermott (Matt Damon) cativou muitos espectadores, com as diversas cenas e mãos de poker do filme se tornando assunto de conversas nas mesas, nos fóruns de poker e em todo o lugar.

Cartas na mesa tem o crédito de ter ajudado a apresentar o Texas hold’em a um grande público de forma significativa.

Após sua estreia nos cinemas, o filme foi exibido na TV a cabo com frequência e também foi um aluguel popular nas antigas locadoras, logo quando o poker online e o poker televisionado começaram a decolar.

007 – Casino Royale (2006)

Em 2006, o primeiro filme de James Bond estrelado por Daniel Craig colocou o poker no núcleo da ação com 007 – Casino Royale.

Essa foi outra tentativa de adaptar o romance de 1953 de Ian Fleming, seu primeiro com Bond. Uma tentativa anterior, Casino Royale de 1967, se tratava de uma sátira cômica estrelando David Niven como o espião internacional.

Ao contrário da maioria dos filmes de Bond, o de 1967 faz uma paródia do gênero e não é considerado “canônico” pela maioria dos fãs de Bond. Ele também apresenta Bond jogando bacará, não poker, como faz o personagem no romance original.

Na versão de 2006, o no-limit Texas hold’em é o jogo em destaque, mostrado em várias cenas, incluindo uma longa no meio do filme envolvendo Bond, o vilão Le Chiffre e outros jogando um torneio de high-stakes em Montenegro.

Embora algumas das mãos sejam improváveis ​​e extravagantes, elas ainda assim se encaixam na natureza exagerada das histórias de Bond – uma espécie de equivalente do poker das incríveis sequências de ação de arregalar os olhos pelas quais a série é conhecida.


Próxima História

Carregando...