Friday, 24th May 2024 16:47
Home / O que é Tilt no poker e como evitá-lo?

Você ainda pode não saber o que significa “tilt” no poker, mas se jogou muitas partidas, há uma boa chance de já ter sentido isso.

E confie em nós, o “tilt” é algo que você definitivamente deseja evitar.

Dar “tilt” – no poker e na vida – não é algo bom. Pode custar dinheiro. Pode custar sua felicidade. E pode até custar suas amizades.

Neste artigo, explicaremos o que é o tilt no poker, descreveremos os vários tipos diferentes de tilt e, claro, daremos conselhos sobre como evitá-lo.

O QUE É TILT NO POKER?

Quando um jogador de poker está em “tilt” ou dando “tilt”, significa que está jogando ou agindo mal, uma pessoa que está muito irritada e sendo controlada pelas suas emoções.

Apenas não jogar muito bem não significa que você está “tilt”. É fácil para os jogadores terem lacunas em seu conhecimento que os levam a jogar mal uma mão ou a fazer uma jogada estranha e fora do padrão com base em um instinto.

Então, quando dizemos que um jogador está em “tilt”, quase sempre estamos nos referindo a uma reação emocional.

Acima de tudo, tilt é o que acontece quando nossas emoções impactam negativamente nossas decisões. Aliás, essa definição inclui emoções como euforia e tédio, que podem levar a erros e jogadas ruins.

Porém, na maioria das vezes, o tilt refere-se a um estado de raiva. Talvez você fosse o favorito em mais de 90% do tempo para ganhar um all-in, mas perdeu. Talvez o jogador à sua esquerda esteja fazendo 3-bets toda vez que você abre.

A definição mais correta da palavra “tilt” é: TILT = Raiva + Jogada Ruim.

Esta definição de “tilt” foi tirada do livro ‘O Jogo Mental do poker’ de Jared Tendler e Barry Carter. É uma leitura essencial para quem quer entender a fundo o que é o “tilt” e como evitá-lo.

Clique aqui para ler um trecho de ‘O Jogo Mental do Poker (The Mental Game of Poker)’

7 TIPOS DE TILT

Veja a seguir nossa visão sobre os sete tipos diferentes de “tilt” que Tendler menciona no livro.

TILT DA INJUSTIÇA

É quando sua raiva surge de um sentimento de injustiça – geralmente após uma bad beat, ou duas ou três bad beats seguidas.

Pior ainda é um suckout no river, ou qualquer outra situação em que você sente que “deveria ter” ganho o pote.

Perder coin flips importantes e estar no lado ruim de um cooler também pode desencadear seu senso de injustiça – “Se não tivesse recebido um KQ naquela mão… eu estaria na mesa final”.

Em momentos como esse, manter a calma é algo muito mais fácil de falar do que fazer.

TILT DE ERRO

Cometer um erro conscientemente pode ter um efeito ainda pior em suas emoções de poker do que bad beats.

Nesse caso, não há nada ou ninguém para culpar além de você mesmo.

Você estragou sua chance com uma jogada boba. É uma sensação frustrante quando um lapso momentâneo de foco causa um erro, ou quando a retrospectiva revela uma linha de aposta menos devastadora ou até mesmo mais eficaz.

Se seus erros desencadearem uma resposta raivosa, você pode rapidamente entrar em “tilt”. Mais erros irão surgir e o ciclo continuará.

É importante reconhecer que os erros fazem parte da sua jornada de aprendizado e aperfeiçoamento.

Desenvolva uma rotina de análise de suas decisões quando estiver fora das mesas. Isso pode ajudá-lo a se sentir menos decepcionado e mais no controle – ou, pelo menos, faz com que seus erros tenham alguma utilidade.

TILT DA VINGANÇA

De vez em quando, algum outro jogador vai conseguir te irritar.

Talvez eles tenham acertado muitas sequências no river, roubado seus blinds várias vezes, ou jogado de uma forma muito ofensiva.

Ou talvez você simplesmente não vá com a cara deles.

Seja qual for o caso, nunca é aconselhável perseguir seu inimigo por raiva e frustração.

Buscar situações vantajosas – Sim. Fazer jogadas estúpidas e ficar com raiva – Não.

Escolha seus momentos para contra-atacar com cuidado e não deixe que seus sentimentos em relação a outro jogador afetem suas decisões.

TILT DO ÓDIO DE PERDER

Todo jogador quer vencer, mas todo jogador também deve estar preparado para perder. Encontrar esse equilíbrio requer muita habilidade.

Você deve jogar poker com um espírito de luta, não com uma atitude de autoderrota. Mas até mesmo os melhores profissionais de poker perdem mais jogos do que ganham – só que quando eles ganham, eles mais do que recuperam suas perdas.

De qualquer forma, perder um jogo é um gatilho óbvio para o tilt no poker.

Alguns fatores podem tornar o tilt por perder ainda mais grave:

  • A partida que está jogando é muito importante para você (talvez um Evento Principal ou um grande torneio para o qual você se classificou)
  • Você está no caminho certo para uma vitória incrível
  • Você fica na bolha em um torneio (quando se termina a competição a uma posição de receber algum prêmio)
  • Você perde muitos jogos seguidos

É fácil ver como essa forma de tilt pode se combinar com outras, como o tilt de sentimento de merecimento, de ter direito àquilo, que abordaremos a seguir.

Uma maneira de combater essa forma de tilt é sempre jogar partidas dentro do seu limite financeiro e psicológico. Se você não está preparado para perder o jogo, não pode estar nele para tentar ganhá-lo. Você precisa ser capaz de lidar com perdas de curto prazo para se concentrar em ganhos de longo prazo.

TILT DO MERECIMENTO

Este é muito semelhante ao tilt pelo ódio de perder. Com o tilt do sentimento de ter direito a algo, sua mentalidade de poker é direcionada para um senso de merecimento da vitória.

Talvez você pense que é melhor do que os outros competidores, e talvez no papel, você até seja.

Mas se você vai a um torneio esperando atingir um percentual de vitórias em Sit & Gos ou em qualquer torneio para o qual você se registra, você terá grandes chances de ficar com raiva se isso não acontecer.

Essa é a mentalidade de quem vê a vitória como algo que lhe pertence. Sobretudo quando não ganha, você sente que algo lhe foi tirado. Não há solução rápida além de aceitar as realidades do poker.

TILT DE DESESPERO

O desejo de reconquistar seu dinheiro (ou o orgulho) pode fazer com que você cometa todos os tipos de erros.

Este é um estado emocional negativo conhecido como tilt de desespero.

Certamente este é um lugar que você não quer estar. Se estivesse jogando roleta, é o que faria você tentar só “mais uma vez”.

No poker, isso pode se traduzir em:

  • Forçar a ação
  • Arriscar alto
  • Tentar desesperadamente ir all-in mesmo com uma mão fraca
  • Insistir em jogar quando você sabe que deve parar
  • Subir as apostas ou tentar jogos mais rápidos na esperança de recuperar rapidamente o que foi perdido

Jogue sempre com responsabilidade, e nunca tente ganhar dinheiro de volta dessa maneira. Apostar somente dinheiro que você pode perder e estabelecer princípios sólidos de gerenciamento de bankroll pode ajudar a evitar isso.

TILT DA MÁ SORTE

Esse tilt é causado ao receber uma série de cartas ruins por um longo período de tempo.

Pode ser que você não esteja recebendo mãos jogáveis, perdendo todas as suas disputas, ou não ganhando por semanas ou meses seguidos.

A má sorte não é realmente um tipo de tilt em si. É mais uma combinação de outros tipos de tilt ocorrendo em rápida sucessão ou por um período prolongado de tempo.

Assim, sua mente não consegue lidar com isso e não consegue se reajustar antes do próximo jogo ou sessão que você joga, levando a um estado prolongado de tilt que pode ser difícil de superar.

Essa forma de tilt no poker é mais comum entre profissionais e jogadores de poker de longo prazo, em vez dos recreativos apenas buscando diversão. Mas os profissionais podem passar por períodos de baixa por semanas ou meses e precisam desenvolver a força mental para lidar com isso.

EFEITOS DO TILT

Os tipos de tilt listados abordam as causas profundas das emoções e da raiva que levam a um mal jogo de poker. Mas a forma como isso afeta os jogadores pode variar.

Descobrir como você reage e como seu jogo muda quando está com raiva é um bom passo para melhorar os aspectos emocionais do seu jogo e evitar o tilt.

Aqui estão os possíveis efeitos do tilt:

Jogar muito solto

Jogadores como Lex Veldhuis são conhecidos por seu jogo solto (loose). Mas essa maneira de jogar é muito diferente de perder fichas indiscriminadamente quando se está em tilt.

Considerando que o tilt está mais frequentemente associado à raiva no poker, perder fichas indiscriminadamente e jogar de maneira excessivamente solta é um dos seus efeitos.

Jogar Tight

Pode parecer contraditório para aqueles jogadores que estão no campo do “tilt descontrolado”, mas perder um bad beat ou cometer um erro também pode resultar no medo de colocar mais fichas no pote.

Eenfim, é compreensível. Você não quer permitir que os jogadores (ou as cartas) te vençam novamente.

Mas ao jogar muito tight, você vai perder oportunidades, reduzir valor, fazer calls passivos com suas fichas ou simplesmente deixar os blinds consumirem sua pilha de fichas.

Síndrome do Jogo Sofisticado

A síndrome do jogo sofisticado ocorre quando você começa a pensar, complicar e jogar demais as mãos de poker.

Seja qualquer o motivo que tenha desencadeado sua raiva, ele fez com que você quisesse se provar, e você adotará todas as jogadas extravagantes possíveis para fazer isso.

O problema é que você não está mais tomando as decisões que normalmente tomaria. Em vez disso, você está em tilt reagindo à raiva.

Um momento atrás, você estava jogando de forma sólida e bem cronometrada. Agora você está blefando contra um jogador que não sabe largar a mão. E isso é tudo o que é necessário para ser eliminado de um torneio.

Se você estiver realmente com raiva, sentindo que suas jogadas podem estar sendo influenciadas por suas emoções, uma solução temporária para a síndrome do jogo sofisticado é voltar ao básico por algumas mãos até recuperar sua compostura.

COMO EVITAR UM TILT

Evitar o tilt é muito sobre controlar a raiva e não deixá-la influenciar suas decisões. Claro, isso é mais fácil na teoria do que na prática, e não vai acontecer da noite para o dia. Diminuir o ritmo ou encerrar sua sessão pode reduzir a raiva e limitar os danos que o tilt pode causar. Aliás, essa é uma estratégia sábia até que você consiga controlar as emoções, mas desistir não é a cura e até mesmo a ideia de um “novo começo” é um mito.

Fazer pausas ou encerrar a sessão é uma ótima ideia se suas emoções estiverem te dominando, mas a longo prazo, você precisará identificar e controlar sua raiva.

Tudo começa ao se tornar mais consciente do seu “perfil de tilt”. Tente identificar:

  • O que faz você entrar em tilt?
  • Como seu corpo e mente reagem?
  • Quando você perde o controle e deixa suas emoções assumirem o controle?
  • Como você atualmente age para lidar com isso?

Isso permite que você compreenda o tilt em relação a você como pessoa e jogador. É uma abordagem muito melhor do que soluções rápidas que não abordam as causas que deram origem ao problema.

Afinal, o conhecimento também é importante no processo de superar o tilt no poker. Conhecimento do jogo, da variância estatística e de que nem tudo acontece como você espera, mesmo quando as probabilidades estão a seu favor.

Em última análise, construir sua força mental é tão desafiador quanto aprender diferentes estratégias no poker. Você terá que trabalhar nisso ao longo do tempo.

Recomendamos ler, assistir a vídeos, conferir fóruns e combinar todo esse conhecimento com uma boa compreensão de seus próprios gatilhos e reações de tilt. Isso será um bom começo quando se trata de evitar o tilt.

Artigos Relacionados

Últimos Artigos

Estude Poker com a Pokerstars Learn e pratique com o Aplicativo do PokerStars